Wikileaks: EUA criticam racismo no Brasil

17/02/2011



A reputação internacional do Brasil como país de tolerância étnica é comprometida pela discriminação contra os negros, segundo um pacote de 25 telegramas da embaixada dos Estados Unidos em Brasília e do consulado em São Paulo redigidos entre 2004 e 2009 e passados  ao jornal O Globo pelo WikiLeaks. 
"Muitos (brasileiros) alegam que o racismo não existe, apesar das evidências esmagadoras do contrário", diz um dos telegramas. Para os diplomatas americanos, os setores público e privado têm como obrigação dar passos sérios para acabar com as dificuldades sociais e econômicas pelas quais os negros passam em função do preconceito. 
Os documentos também estimam que, nos EUA, 50% dos brasileiros seriam considerados negros. Um dos telegramas comenta a declaração da ex-ministra Matilde Ribeiro, da Secretaria Especial de Política da Promoção da Igualdade Racial, que, em 2007, disse que "não é racismo quando um negro se insurge contra um branco". Para um dos diplomatas, o comentário atraiu atenção para o assunto. Os americanos também acompanharam a implantação das cotas raciais nas universidades públicas brasileiras e, após ouvir diversos setores da sociedade, concluíram que a "questão é controversa", noticiou O Globo.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Design provided by Free Web Templates| Modifikasi and Adaptation For Blogger by Jalooe Blog