Brasil diploma o seu primeiro embaixador negro

07/01/2011



O brasileiro Benedicto Fonseca Filho foi promovido a embaixador, em Dezembro, e agora passa a ser o primeiro negro de carreira no Brasil, além de ser o mais jovem. Benedicto, de 47 anos, vai chefiar o departamento de Ciência e Tecnologia.


O novo embaixador é filho de um ex-agente de portaria do Ministério das Relações Exteriores (Itamaraty). A sua carreira começou aos 22 anos, quando fez concurso para o Itamaraty, em 1985, e lembra que, na época, sua aprovação foi manchete de jornal: "Mulher e negro passam em primeiro lugar no Rio Branco".
Filho de um um ex-agente de portaria do Ministério das Relações Exteriores (Itamaraty), Benedicto passou por Buenos Aires, Tel Aviv e Nova York. 
"Nasci no Rio, em 1963. Mudei para Brasília em 1970 porque meu pai veio ser funcionário do Itamaraty. Ele foi agente de portaria, que é um contínuo. Quando eu tinha nove anos, toda a família foi para a [antiga] Tchecoslováquia [no leste europeu], quando meu pai foi removido para Praga por três anos. Naquele tempo, todos os funcionários das embaixadas eram de carreira. Hoje, esses são terceirizados", relata.
O embaixador confessa que foi essa experiência internacional que lhe despertou o interesse pelo Itamaraty. 

 Meu pai e minha mãe, na sua humildade, nunca pouparam esforços para nos proporcionar as melhores condições de estudo. Hoje, meu pai tem 84 anos, já é aposentado há 14. Minha maior satisfação foi eu ser promovido com ele ainda vivo. Ele ficou tão ou mais contente do que eu. Tive oportunidades que raramente os negros (do meu país) têm. Morei no exterior, estudei idiomas com a ajuda do Itamaraty", disse.", disse.



Por conta disto, Benedicto considera importante as cotas para os afrodescendentes no Brasil. Reconhece que o tema já avançou no país com a gestão do ex-ministro Celso Amorim, mas que ainda é preciso progredir mais. "Os EUA tiveram um sistema de cotas importante para criar uma classe média negra que se autossustenta, e agora pode seguir em frente sem a necessidade de políticas diferenciadas", ressaltou.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Design provided by Free Web Templates| Modifikasi and Adaptation For Blogger by Jalooe Blog